Páginas

24 de ago de 2011

Irmãos e padrasto de jogador da seleção sub-20 depõem sobre sequestro

Durante a tarde desta quarta-feira (24) os irmãos e o padrasto do jogador Cruzeiro Eduardo Pereira Rodrigues, conhecido como Dudu, devem ser ouvidos pela polícia em Goiânia sobre o sequestro na última segunda-feira (22) em Goiânia (GO) do filho de quatro meses do atleta.

Durante a manhã, Valéria Cristina Rodrigues, mãe de Dudu, disse em depoimento que tudo aconteceu muito rápido e que uma amiga da mãe da criança foi até a casa dela minutos depois falar que o bebê tinha sido levado. Ela preferiu não falar sobre os boatos de que a mulher teria forjado o sequestro para se reaproximar do jogador. Valéria também foi questionada sobre como era o relacionamento entre os dois e se a mãe da criança teria alguma mágoa de Dudu.

Na terça-feira (23), a mãe e a avó materna da criança foram ouvidas. A mãe do bebê contou que dois homens chegaram armados em uma moto e levaram a criança na porta de casa. Duas horas depois, o bebê foi encontrado por um homem, que disse tê-lo achado nos fundos de uma igreja.

A delegada Ana Elisa, responsável pelas investigações do caso, chegou a ligar para o jogador nesta semana, mas como ele tem jogo no próximo domingo (28), o clube não liberou o atleta. Ele deverá ir a Goiânia na próxima semana.

Em entrevista, Ana Elisa disse que não descarta a hipótese de que o crime tenha sido forjado, após ouvir os depoimentos da mãe e da avó da criança. Ela disse que as declarações são consistentes e que ainda não identificou nenhum suspeito. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário