Páginas

27 de set de 2011

Procurador da República em Joinville confirma prisão de presidente da Fundema

O Procurador da República em Joinville, Mário Sérgio Barbosa, confirmou às 11h desta terça-feira o cumprimento do mandado de prisão preventiva do diretor-presidente da Fundação Municipal do Meio Ambiente (Fundema), Marcos Schoene, e do filho dele, Rodrigo Schoene, por crimes contra a administração pública. As prisões e as buscas foram autorizadas judicialmente pela 2ª Vara Criminal de Joinville.

Rodrigo é o representante legal de uma empresa de consultoria ambiental e a Polícia Federal investiga possíveis irregularidades na concessão de licenças ambientais e na ligação entre Marcos e a empresa do filho.

A "Operação Simbiose" começou às 6h da manhã e apreendeu documentos, equipamentos e arquivos na sede da Fundema, na casa do presidente da fundação e também na empresa do filho dele.

A operação investiga crimes de prevaricação, corrupção passiva, falsidade ideológica, falsificação de documento particular, uso de documento falso, formação de quadrilha, crimes ambientais, dentre outros.

As investigações começaram no ano passado, com a instauração do Procedimento Investigatório Criminal (PIC) da 13ª Promotoria de Justiça da Comarca de Joinville, Curadoria da Moralidade Administrativa.

Segundo a apuração, um dos investigados criava dificuldades diversas para a concessão de licenciamentos ambientais junto à Fundema para, depois, oportunizar facilidades. De acordo com a investigação, muitos dos "clientes" que não procurassem voluntariamente a contratação destes serviços, enfrentariam dificuldades no andamento dos respectivos licenciamentos.

Marcos Schoene já foi exonerado do cargo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário